Pico Paraná

Você sabe qual o maior pico da Região Sul do Brasil? Se não, segue comigo neste post que vou te contar tudo sobre o Pico Paraná, uma montanha que emerge na Serra do Mar Paranaense e chama a atenção dos viajantes em busca de aventuras. A trilha que dá acesso ao pico é repleta de desafios. Mas, a vista dos seus 1877 m de altitude, é recompensadora.

O pico, está localizado na Serra Ibitiraquire (“Serra Verde”, em Tupi), entre os municípios de Antonina e Campina Grande do Sul, a 100 km de Curitiba. Para quem vai de carro, é possível estacionar na Fazenda/Chácara Rio das Pedras (R$ 10,00) ou na Fazenda Pico Paraná (R$15,00).

A trilha, é gratuita e pode ser feita sem guia. Porém, ela não é recomendada para trilheiros de primeira viagem. Uma boa parte do trajeto é feito em mata fechada, com trechos de elevador (ganchos presos na rocha, que você sobe usando pés e mãos, semelhante as escadas de caixa d’água).

O início da caminhada é a portaria do IAP, onde irão coletar seus dados para controle e segurança de quem está subindo ao Pico.

Em geral, a visita é feita em 2 dias, com pernoite no Abrigo 2. Onde os equipamentos serão deixados e a subida ao Pico é feita apenas com uma mochila de ataque, muito melhor, né? Ao todo, são 17h de caminhada, 7h no primeiro dia e 8h no segundo.

E aí, animado para esta aventura? Seguem algumas dicas para que sua viagem seja a melhor possível.

Dicas

  • A melhor época para subir o Pico do Paraná, é durante o inverno (junho a setembro). Só de pensar na estação e altitude bateu um friozinho? Então, a escalada é feita durante o inverno, pois as chuvas são escassas. Melhor passar frio do que tomar uma chuva, né? 
  • Durante a temporada de montanhismo (inverno), a trilha fica bem movimentada e o Abrigo 2 não tem espaço para muitas barracas. Portanto, tente iniciar a trilha cedinho, assim que o sol raiar. 
Artigo anteriorMorro do Pai Inácio
Próximo artigoSerra do Rio do Rastro
Meu nome é Felipe Pessina, eu tenho 22 anos e sou estudante de computação na Unicamp. Eu cresci no interior de São Paulo em Lençóis Paulista. Mas, como para todo viajante, a cidade era muito pequena para mim. Então criei o Roteiros Práticos, para compartilhar minhas experiências, aprendizados e roteiros ajudando vocês a viajarem mais e melhor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui